Utilidade, usabilidade e segurança da tecnologia

Escrito por Márcio Mello em terça-feira, 2 de julho de 2013 | 21:24

As principais características de uma tecnologia estão em seu três princípios básicos. Se esses princípios não forem cumpridos, a tecnologia será rejeitada.

O desenvolvimento de novas tecnologias depende diretamente de três princípios: utilidade, usabilidade e segurança. Esses princípios às vezes estão bem claros, mas em alguns momentos, são confusos e podem até mesmo gerar polêmicas, inviabilizando uma determinada tecnologia, que em primeira análise, parecia ser promissora. Esses princípios podem indicar, por exemplo, a fronteira entre a pesquisa científica e a tecnologia. Um determinado fenômeno pode ser, por exemplo, completamente compreendido e viável do ponto de vista científico e não ter usabilidade tecnológica.



É possível, por exemplo, transformar Marte em um planeta habitável, com atmosfera respirável, florestas, rios, cidades e muita riqueza mineral. No entanto, isso não tem nenhuma utilidade prática. A razão é muito simples: por pior que nosso planeta se torne, sempre será muito mais rápido e mais barato recuperá-lo do que “terraformar” Marte ou qualquer outro planeta.

Um exemplo de usabilidade é a física quântica. Por enquanto, ainda não é possível usar a sincronia quântica em forma de tecnologia. Pode ser que em algum dia encontrem uma forma de fazer isso. No entanto, as pesquisas comprovam que é possível sincronizar partículas separadas a mega-distâncias (distâncias planetárias), de forma que qualquer alteração em uma afeta diretamente a outra. As possibilidades disso para a robótica, por exemplo, são fantásticas. O mesmo vale para as outras leis da quântica, que ainda estão em fase experimental, inclusive a computação quântica.

O princípio da segurança pode ser percebido, por exemplo, na energia nuclear. Apesar de útil e usável, a segurança de uma usina nuclear nem sempre é ponto pacífico. Além disso, a segurança ambiental e trabalhista de uma usina sempre foi um grande problema, tanto que em muitos lugares do mundo as pessoas estão rejeitando essa tecnologia e clamando pelas formas alternativas.

Todos esses princípios podem ser facilmente percebidos em um software, por exemplo. Ele tem que ser útil, as pessoas precisam conseguir usá-lo e os dados nele gravados precisam estar seguros, caso contrário, será rejeitado.

COMPARTILHE :
Deixe o seu comentário:
 
Copyright © 2013-. Guia Do Internauta